Uso contínuo do smartphone requer cuidado com postura

Uso contínuo do smartphone requer cuidado com postura

Uso contínuo do smartphone requer cuidado com postura

Ao fim do dia, quanto tempo você passou com o smartphone nas mãos ?

Embora ninguém faça a contagem desse tempo, o corpo sente os efeitos do uso prolongado do celular, smartphone ou iPhone.

Para visualizar a tela, é comum a adoção de posturas inadequadas, em que a cabeça fica projetada para frente.

Em longo prazo, a posição, que gera tensão na musculatura do pescoço, pode desencadear uma série de problemas de saúde — até mesmo respiratórios — caracterizando o que especialistas batizaram de “síndrome do pescoço de texto”.

O ato de projetar a cabeça para frente faz com que essa parte do corpo pareça mais pesada, devido à ação da gravidade. Com isso, músculos do pescoço e da coluna precisam se esforçar mais para sustentá-la, o que leva a doenças. Com esse esforço, ocorre a retificação da curvatura natural da coluna cervical, ou seja, o pescoço fica reto. Isso leva a dor no local, que pode irradiar para os braços e para as mãos, a desgastes que aceleram a artrose e a cefaleias, pela compressão de terminações nervosas.

O problema pode até mesmo alterar a posição de estruturas respiratórias localizadas no pescoço, como a traqueia, e impedir a respiração adequada.

Outros riscos são o de alterações no estômago e no intestino, já que o esôfago também passa pelo pescoço, e o de disfunções visuais, já que os músculos oculares precisam fazer mais força para se adaptar à nova posição da cabeça. O pescoço conecta a cabeça ao resto do corpo. Até a irrigação do cérebro pode ficar comprometida.

Pessoas que sofrem de enxaqueca e labirintite também podem ter agravamento do quadro devido ao uso prolongado do smartphone sem atenção à postura.

A melhor forma de prevenir problemas é praticar atividade física regularmente, para melhorar o condicionamento e a resistência do corpo. Fazer exercícios três vezes por semana, com foco no fortalecimento da musculatura do tronco e no alongamento, é o ideal.

A sensação contínua de desconforto é um sinal de que a síndrome do pescoço de texto pode estar instalada. O tratamento é feito com medicamentos para melhora do quadro inflamatório e fisioterapia para reeducação postural.

Fonte : Jornal Extra

 

Prevenção de dores nas costas e a melhora da postura

Prevenção de dores nas costas e a melhora da postura

Ações cotidianas ajudam a prevenir dores nas costas e a melhorar a postura

O fim de dores nas costas e outros distúrbios lombares não passa apenas por consultórios de médicos e fisioterapeutas.

Pequenas ações cotidianas, como dormir e sentar corretamente, e saber o que usar na hora de sair de casa são fundamentais para a prevenção do surgimento de doenças da coluna vertebral.

Sem dispensar a necessidade de visitar um médico, é possível manter a saúde das costas com atitudes de correção da postura e atenção na escolha de bolsas e calçados.

Os cuidados começam ao dormir. Não se deve deitar de bruços. O ideal é ficar de lado, com um travesseiro debaixo da cabeça e outro entre os joelhos. Nessa posição, a pessoa vai conseguir preservar o alinhamento da coluna durante todas as horas de sono.

A atenção deve ser redobrada também com o colchão utilizado. Com validade entre um e dez anos, ele precisa ser virado todo mês. Seu material não pode ser macio nem duro. Os moles deixam a coluna torcida. Por outro lado, os muito rígidos não se ajustam ao contorno do corpo.

Durante o dia, a preocupação deve ser a postura adotada ao sentar diante do computador. Quadril e lombar têm de estar sempre em contato com o encosto e os punhos apoiados sobre a mesa. Mantenha os calcanhares no chão e forme um ângulo de 90 graus com os joelhos.

Para mulheres, cuidado com bolsas e salto alto. Para quem é obrigada a andar de salto, a dica principal é variar a altura e o modelo dos sapatos.

Já quanto às bolsas, dê prioridade aos modelos menores e com alça transversal para distribuir o peso pelo corpo. Coloque só o necessário e alterne o local onde carrega entre mão, antebraço e ombro.

A proteção das costas também passa pelo fortalecimento de dois músculos desconhecidos, mas muito importantes. Localizados junto à coluna, o transverso abdominal e o multífido são os responsáveis pela sustentação do corpo.

Essa musculatura profunda, porém, não é trabalhada com exercícios convencionais. Para isso, é indicado o método de estabilização vertebral para garantir o fim das dores. São técnicas de academia e pilates que atuam especificamente nesses músculos. O objetivo do método é fazer o paciente aprender a estimular os músculos em toda ação do dia. Ao fazer isso, as dores passam.

Comentários

    Categorias