Cirurgia plástica em jovens

Cirurgia plástica em jovens

Cirurgia plástica em jovens

Quando se pensa em procedimentos estéticos, se pensa em rejuvenescimento. No entanto, cada vez mais os jovens têm procurado nas cirurgias plásticas soluções para problemas como baixa autoestima e dificuldades na vida social.

Para a psicóloga Cleives Carvalho, vivemos uma ditadura da beleza, influenciada pela mídia. “Os canais de comunicação têm um papel preponderante na vida do indivíduo. Somos perseguidos pelo Padrão Inatingível de Beleza. E não existe a perfeição. Precisamos nos conscientizar de que não somos bonecos, somos de carne e osso. Precisamos nos conhecer para sabermos o que nos tornará mais felizes”, explica.

A psicóloga Lina Rosa Morais, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, explica que o culto ao corpo nasceu na década de 80: “Desde então estamos imersos numa sociedade narcísica, onde a beleza passou a ser um capital. A pressão para que o jovem tenha uma boa imagem é muito maior. Podemos trabalhar a autoestima desenvolvendo qualidades não perecíveis como elegância, estilo, bom humor e criatividade”.

Para atriz Maytê Piragibe, a cirurgia plástica deve ser opção no caso de uma correção estética e em prol da saúde da pessoa  “Existem mulheres, por exemplo, que têm o peito muito grande e isso acaba prejudicando a coluna, aí tudo bem”, diz.

Fonte : Bolsa de Mulher

Escrever Comentário

*Campos obrigatórios Por favor valide os campos obrigatórios

*

*

Comentários

    Categorias